Todo Ninja Tem Seu Destino, Só Depende De Suas Escolhas...
 
InícioPortalMembrosFAQGaleriaGruposBuscarRegistrar-seEquipeConectar-se

Compartilhe | 
 

 Yamanaka Tarou - A Felicidade e o Inferno

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Yamanaka Tarou
Gennin
Gennin
avatar

Vila Vila : Konoha
PP PP : 4
Humor Humor : Preocupado
Emprego/lazer Emprego/lazer : Gennin Iniciante

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
CH:
200/200  (200/200)
ST:
200/200  (200/200)

MensagemAssunto: Yamanaka Tarou - A Felicidade e o Inferno   Sab Jul 07, 2012 1:25 pm

Nome: Tarou | Clã: Yamanaka |

Photo Player:
 

Sonhos futuros: Como os seus país, deseja conhecer todos os aspetos da mente, aprender tudo sobre a mesma, e ter um grande racíocinio.
Sonhos realizados: Graduar-se para Gennin.
Membros da família: Mãe - Yamanaka Lucy ; Pai - Yamanaka Hosu
Personalidade: Teimoso, divertido. Bastante tímido, antes de socializar com alguém
Aparência: Cabelo loiro claro, cabelos curtos; olhos cor-de-laranja escuros; óculos pretos.

Prólogo- Nascimento de mais um Yamanaka

Tarou nasceu num berço feliz e amigável, de um pai e uma mãe, considerados por muitos um casal inspirador e lindo. Para Tarou, são os únicos membros da família que ele conhece, nem sabe mais nada do resto da família. Os seus pais eram uns brilhantes e fortes Jounnin's, apreciados muito pela sua rapidez em combate, e a sua capacidade de raciocínio para membros Yamanaka. Sempre saíam em missões de alta importância, de alto risco, e vinham delas são e salvos. Normalmente passavam o dia todo com Tarou, que tanto amavam de todo o coração.

Capítulo 1- Os tempos felizes

Hosu e Lucy como de habitual, estavam a brincar com o seu filho na mansão Yamanaka, já com 5 anos. Graças à sua personalidade demasiado tímida, não tinha nem um amigo, somente os pais. Ele sempre adorava estar com os pais, mas rara as ocasiões que os tinha os dois ao mesmo tempo com ele - ou numa altura estava o pai em missão e a mãe a tomar conta do pequenino, ou vice-versa. Mas, ele aproveitava bem o tempo. Desde essa altura, Hosu e Lucy começaram, lentamente, a treinar o seu filho. Nunca eram rigorosos demais, nem amitosos de mais. Eles treinavam o seu filho da maneira que achavam melhor graças á sua personalidade. Ele gostava de ser levado com carinho, basicamente, mimado. Mas, os pais, como todos os pais do mundo, adoravam o filho da maneira que ele era. Os pais gostavam muito que no seu futuro, Tarou tivesse uma inteligência valorizada pelos outros, e útil. Gostavam que um dia se tornasse um Shinobi muito bem treinado e capaz de defender aquilo que acredita, os que eram valiosos para ele, os que amava.


Capítulo 2- A invasão: A perda trágica.

Um dia pacífico. Lucy, desta vez, estava numa missão. Hosu estava a treinar o seu filho tão amado. Num segundo para o outro, gritos se começaram a ouvir pela vila toda. Hosu tinha um mau pressentimento, e todos os seus pressentimentos eram quase sempre certos. Hosu disse para Tarou entrar para dentro da mansão e se esconder. Tarou recusou-se, mas sabendo a sua personalidade teimosa, não o obrigou a tal ato. Dois homens mascarados apareceram à frente de Hosu e Tarou. Hosu conseguiu utilizar o Shinranshin no Jutsu num dos homens, fazendo-o atacar o outro. O homem afetado ainda que tentou bem se controlar, mas não conseguiu. Ele conseguiu ferir bastante o seu companheiro. Então, ele cai desmaiado no chão de tanto dano que ele levou do colega. Faltava um. Hosu então conseguiu utilizar, com sucesso, o Shintenshin no Jutsu no restante homem. Então o fez afastar a uma distância segura de todos, e com um papel boba colado na máscara, Hosu o acende e desfaz o jutsu, segundos antes de explodir. A tática foi bem sucedida, e a cabeça como parte do resto do corpo do homem, explodiu em pedaços. Mesmo a tal distância, o sangue consegue chegar à direção de Tarou, mas o seu pai colocou-se à frente para não sujar o filho que estava totalmente amedrontado com tal situação. Tremia por todos os lados e nem conseguia dizer nada.


-Nunca deixarei ninguém quebrar a nossa família, Tarou.

Disse Hosu com sangue pelo corpo todo do tal homem. Como habitual, o sorriso na cara de Hosu era bem expresso e falou com um tom amigável, e brincalhão, para tentar acalmar o filho, que também, ainda assustado, sorri. No momento mais calmo, aquele, um fio de nylon enrolou-se 6 vezes na barriga de Hosu, e foi puxado pelo homem anteirormente desmaiado que acordara novamente. Hosu quase que "voou" através daquele pátio, e de tamanha raiva que tinha, deu um soco na cabeça de Hosu mantado-o logo só com aquele golpe. Sangue voou em monte também, acertando na face de Tarou. O homem então jogou Hosu na frente de Tarou, e então Hosu diz as últimas palavras a Tarou que ainda estava a tentar entender o que aconteceu, e que cai no chão de joelhos de tamanho medo.

-Tarou... N-não consegui proteg... COF COF... proteger a nossa família... Bem, acho que posso dizer que sou fraco certo? Eheh... Diga à sua mãe que estarei no meio desta família para sempre... E tu, torna-te forte, protege a tua mãe, não deixes que nada lhe aconteça... Afinal, ela ainda tem muito que te ensinar..! Nunca deixes os sentimentos negativos te afetarem... Torna-te o mais forte... Ou pelo menos tenta.

Com um tom ainda brincalhão, e tentando esboçar um sorriso na cara, para não tentar preocupar mais o filho que quase desmaiara de medo, morre. O homem que o matou, deu meia volta enquanto dizia.

-Não tenho gosto em matar crianças que mal se podem se defender... Que desilusão... Bem que podia se tornar mais forte, pirralho, vendo aí seu pai a morrer sem puder fazer nada... Que dó...

Capítulo 3- A salvação... (?)

O homem então sai daquela mansão. Tarou chorava completamente de raiva e de tristeza, para cima do pai... Então Lucy aparece na frente do homem, lhe interferindo um chute com uma sequência de socos no homem, ainda não sabendo o que se passava com o seu marido. O homem então morre. Lucy vai ver o seu marido, então igualmente cai de joelhos ao lado do seu marido igualmente chorando... Então, para tentar acalmar Tarou, diz, mergulhada em lágrimas mas tentando sorrir.

- ... T-tadaima...

Tarou fica então encarando sua mãe, e salta para cima dela, chorando tanto como ela. Ele diz então no mesmo tom que ela, mergulhado em lágrimas...

- O-o-okaeri...

Capítulo 4- Academia e Gennin!

Finalmente Tarou entrara na academia. Sua mãe tinha desistido da vida Shinobi, mas ainda não "perdera o jeito". Então, Tarou treinara com ela de noite, após ter acabado o dia em que estava na academia. Então, após tanto treino árduo... Tornou-se Gennin!! Fica muito orgulhoso por usar a sua bandana presa na cintura, como uma espécie de cinto. Deseja muito, agora, fazer missões e treinar o máximo possível, e aprender imenso.


Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yamanaka Tarou
Gennin
Gennin
avatar

Vila Vila : Konoha
PP PP : 4
Humor Humor : Preocupado
Emprego/lazer Emprego/lazer : Gennin Iniciante

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
CH:
200/200  (200/200)
ST:
200/200  (200/200)

MensagemAssunto: Segredo Revelado   Qui Set 13, 2012 4:05 pm

Capítulo 5 (Extra)


Tarou possui um segredo extremamente guardado, quase mal pronunciado durante a sua vida. Esse segredo era um facto na sua existência que ele não conseguia aceitar... Perdeu muito por isso. Esse segredo envolvera os óculos que constantemente usa, os quais são pertencentes a outro segredo, já que ele não tinha problemas de visão, nem os próprios ólculos mudavam algo na mesma. Tarou nascera com personalidades divididas que, ele não conseguia aceitar. Isso era notado cada vez mais, pelos seus pais, que tentavam 'esconder' esse facto do filho ao resto das pessoas.Tarou começava a aceitar esse facto cada vez mais, apesar de não se sentir bem com isso ainda...

Numa das suas personalidades, ele torna-se tímido, introvertido, mas amigável e, basicamente, alegre. Mas na sua outra, ele não se torna exatamente o contrário, mas parecido; ele torna-se uma completa máquina sem sentimentos que só deseja causar dor e torturar outros seres vivos, um horror total, ou numa fase mais controlada, somente fica sério e violento (normalmente quando não está em luta, ou algo parecido).

Enfim, agora é a parte que entra o uso dos seus óculos. Num ato inexplicável, ele conseguira o feito de 'controlar' quando uma personalidade o domina, e vice-versa. Isso envolvia os óculos. Ao retirá-los, a personalidade arrepiante domina-o completamente. E ao colocá-los, a faceta introvertida domina-o.

Ele consegue controlar ambas para que quando ele quiser, consiga retirar ou colocar os óculos. Ele guarda-os num dos bolsos, e volta a po-los mais tarde. A personalidade dominante era a tímida, fazendo a outra extra. Quando volta a colocar os óculos, após os retirar (e ficar à mercê da outra personalidade) não se recorda muito bem do que essa mesmo fez, mas tem uma vaga ídeia. Não gosta muito de falar disso após voltar a pô-los.
Ele, desde que conseguiu controlar-se assim com os óculos oferecidos pelos pais, nunca mais soltou a personalidade horrorosa por conta própria, pois ele odiava-a... Somente a sua mãe, atualmente, sabe desta história atualmente.


--> [Baseado na personagem Yukiko Hirohara de 11eyes. A lógica da personalidade é desta mesma personagem... Por isso não sei ao certo explicar .-. Quem conhecer esta personagem, ter visto o anime, saberá do que se trata.]


Continua...

_________________________________


Toma-me pelo meu sorriso!! E irás te arrepender...
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Yamanaka Tarou - A Felicidade e o Inferno

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Duvida Pokemon White 2 - Felicidade
» Capítulo 3 - A Mansão do Inferno
» [Clã] - Yamanaka
» [FanFic] Entre o Céu e o Inferno #Chapter01
» Teste Clube do Inferno(Liderança)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Ninja Konoha :: Área Off :: Analise das temporadas :: ANK 2.0-